O que é LUCRO, PREJUÍZO, SUPERÁVIT e DÉFICIT? Vamos entender tudo isso?

Bom, em primeiro lugar tomo a liberdade de “ensinar” o que realmente significa todas estas palavras porque tenho visto algumas pessoas dando informações erradas a respeito do assunto.

Me sinto à vontade para ensinar pois sou formado em contabilidade, desde 1973 e guardo estes conhecimentos até hoje, intrínseca a outras áreas em que atuo, como Consultor em Gestão e Mentor de Negócios, por exemplo.

Vamos entender que o LUCRO e PREJUÍZO são derivados do BALANÇO (quando anual) ou BALANCETE (quando mensal) e são encontrados através do DRE (Demonstração do Resultado do Exercício), vinculado ao Balancete ou Balanço Patrimonial, do mês a que se refere. Por isso são chamados de LUCRO OU PREJUÍZO CONTÁBIL, pois vem da CONTABILIDADE.

O SUPERÁVIT ou DÉFICIT são encontrados na apuração do FLUXO DE CAIXA da empresa, também vinculados ao mês a que se referem. SUPERÁVIT significa que a empresa, tem de saldo no caixa, um VALOR POSITIVO, ou seja, está no “AZUL”, independentemente do valor. Enquanto o DÉFICIT significa que a empresa está no “VERMELHO”, ou seja, com o VALOR NEGATIVO nos bancos (saldos negativos, ou seja, devendo ao banco) pois o CAIXA mesmo (DINHEIRO) não tem como ficar negativo. Por este MOTIVO é que são chamados de SUPERÁVIT ou DÉFICIT FINANCEIRO, pois tem a sua origem no FLUXO DE CAIXA.

Uma vez que você entende isso vamos para a parte mais prática, com vários exemplos a respeito, para que o seu entendimento a respeito seja completo.

No BALANCETE ou BALANÇO temos a CIÊNCIA CONTÁBIL que nos ajuda a entender melhor.

Neste caso, para que o DEMONSTRATIVO do BALANCETE ou BALANÇO seja correto, precisamos entender que o SALDO FINAL de ambos deve ser o MESMO VALOR, pois se trata de, digamos, uma BALANÇA.

Então temos, do lado esquerdo, o ATIVO da empresa, composto por BENS E DIREITOS e, do lado direito, temos as OBRIGAÇÕES.

Para ficar mais simples o entendimento podemos ver a figura abaixo:

ATIVO PASSIVO
CAIXA TRABALHISTAS
BANCOS CONTA MOVIMENTO TIRBUTÁRIOS
DUPLICATAS A RECEBER FORNECEDORES E CONTAS À PAGAR
CRÉDITO A RECEBER BANCÁRIOS
ESTOQUE CAPITAL SOCIAL
IMOBILIZADO LUCRO OU PREJUIZO ACUMLUDO
(-) DEPRECIAÇÃO LUCRO NO EXERCÍCIO

 

Para que você tenha todos estes valores no 1º dia útil do mês a que se referir, você vai precisar de alguns controles gerenciais que devem fazer parte da ORGANIZAÇÃO da empresa, tais como:

– FLUXO DE CAIXA

Esta planilha (ou software) terá que te informar os seguintes dados: saldo de dinheiro no caixa,

Saldo nas contas correntes nos bancos (inclusive investimentos), saldo de suas contas a receber, bem como créditos (de cartões), obrigações trabalhistas (salários a pagar e encargos a recolher), impostos e taxas, fornecedores e contas a pagar, dívidas com bancos e instituições financeiras.

– GESTÃO DO ESTOQUE

Deverá te informar o saldo do INVENTÁRIO no mês, ou seja, o valor de todo o seu estoque de matéria prima, material auxiliar, componentes, peças, tintas, equipamentos de proteção individual, material de escritório, material de limpeza e outros que tenha estoque.

– IMOBILIZADO

O controle do seu ativo imobilizado é fundamental, deverá conter, por contas (Móveis e Utensílios, Instalações, Equipamentos de CPD, Ferramentas Elétricas, Máquinas e Equipamentos, Veículos) com seus valores de compra, e o valor da DEPRECIAÇÃO correspondente.

– CAPITAL SOCIAL

É o valor do CAPITAL SOCIAL registrado em seu CONTRATO SOCIAL na Junta Comercial do Estado onde está localizado.

PRIMEIRO BALANCETE / LUCRO OU PREJUÍZO ACUMULADO E NO EXERCÍCIO

Se você nunca fez este documento e é a sua PRIMEIRA VEZ, o valor da diferença do ATIVO com o total que encontrar do PASSIVO é o seu LUCRO OU PREJUÍZO ACUMULADO, até o momento.

Se você já o fez anteriormente (tipo: no mês anterior), o valor que encontrará deverá ser subtraído do mês anterior, desta forma você terá o RESULTADO DO MÊS, lucro se for positivo ou prejuízo se for negativo.

No FLUXO DE CAIXA o conceito é totalmente diferente, embora exija classificações corretas, como na contabilidade, o objetivo é controlar o movimento financeiro da empresa.

E quando falamos em movimento financeiro estamos querendo retratar todos os dispêndios financeiros, bem como entradas financeiras.

Desta forma teremos os seguintes registros, com suas respectivas classificações: fornecedores, contas a pagar, despesas operacionais, custos industriais, impostos e taxas, pagamentos da área trabalhista, movimentação entre contas, despesas financeiras, registro das entradas com origem em vendas, seja em boletos / pix ou cartões de créditos (quando liquidados), entradas ou pagamentos de empréstimos bancários, aplicação e resgate de investimentos e tudo o que é movimentação financeira da empresa, seja o que for, não pode deixar de lançar nada, sem exceção.

Aqui atento para o seguinte: a empresa, por obrigação deve GUARDAR em POUPANÇA ESPECIAL o valor correspondente à DEPRECIAÇÃO e aos ENCARGO SOCIAIS mensais (exceto o FGTS que deverá ser recolhido através de guia própria), para que se faça uso dos mesmos quando for necessário.

Porque é preciso guardar o valor da DEPRECIAÇÃO? Ora, o valor mensal da depreciação deve fazer parte da PRECIFICAÇÃO de todos os seus PRODUTOS, ou seja, deve fazer parte do VALOR DE VENDA dos seus produtos. Sendo assim o seu CLIENTE está te reembolsando pelo valor mensal que “GASTA” em cada equipamento, tanto para a manutenção do mesmo quanto para a SUBSTITUIÇÃO / TROCA ou COMPRA de um novo equipamento.

O mesmo acontece com os ENCARGOS SOCIAIS, quando você paga férias para os seus colaboradores, o 13º salário, ou a rescisão contratual de qualquer colaborador, já deverá ter este valor em mãos, devidamente guardado em poupança especial, pois estes valores também fazer parte da sua PRECIFICAÇÃO (formação do preço de venda) dos seus produtos.

Se você, simplesmente, deixa estes valores no seu FLUXO DE CAIXA, sem controle, corre o risco de pensar que tem dinheiro em caixa quando, na verdade, não tem nada e ainda deve.

Menciono isso em razão de um caso acontecido há vários anos (em 2007) com um cliente / amigo / parceiro de consultoria.

O “Sr. Inocêncio”, após 2 meses do início da consultoria (havíamos iniciado no mês de março, daquele ano) ele, muito feliz, veio a mim e falou que naquele mês tinham tido LUCRO na empresa (ainda não tinha ministrado as aulas referentes ao balancete / balanço da empresa).

Me disse que estava com um saldo de R$ 15k na conta e estava muito feliz.

Infelizmente me vi obrigado a sentar com ele, em uma reunião particular, para lhe explicar alguns detalhes, a respeito de DEPRECIAÇÃO e ENCARGOS SOCIAIS. Bom, ele entendeu perfeitamente e, desta forma, fomos juntos, fazer os cálculos da depreciação e encargos desde o início do ano, uma vez que a planilha de PRECIFICAÇÃO já ficou pronta no 1º mês da consultoria.

Com os cálculos em mãos chegamos à conclusão que deveríamos ter, em contas especiais (poupanças específicas) os seguintes valores: R$ 8.000,00 de DEPRECIAÇÃO ACUMULADA e mais R$ 10.000,00 de ENCARGOS SOCIAIS, totalizando R$ 18.000,00 em RESERVAS OBRIGATÓRIAS.

Foi um balde de água fria no “Sr. Inocêncio”, um choque de REALIDADE, mas ele entendeu perfeitamente e teve mais consciência ainda do quanto estava ILUDIDO com a situação da empresa.

Lógico que os valores depositados nesta conta especial, com fins específicos, podem ser, eventualmente, utilizados durante o ano, para emergências, mas devem ser DEVOLVIDOS no primeiro momento possível, para não se perderem. É como uma RESERVA FINANCEIRA, para uso específico (Imobilizado e Trabalhista) mas que pode ser utilizado caso haja necessidade.

Na verdade, com este resultado, o “Sr. Inocêncio” deveria depositar R$ 18k, para estas duas contas e, consequentemente, teria um “DÉFICIT” financeiro (apenas para registro) de R$ 3k naquele mês.

Sendo assim a conclusão que temos é a seguinte: SUPERÁVIT é quando temos um valor POSITIVO no caixa da empresa, e o ideal é que seja 2x o valor do faturamento médio mensal, pois isso retratará uma excelente saúde financeira (e também CONTÁBIL), e o DÉFICIT é quando o saldo financeiro é NEGATIVO, ou seja, está com os saldos nas contas correntes bancárias DEVEDOR (e, provavelmente sem saldo na conta de RESERVA OBRIGATÓRIA).

E, com certeza, podemos afirmar que este resultado (positivo ou negativo) da empresa é de sua total responsabilidade, se está positivo está fazendo tudo certo (e veja se os valores de RESERVAS OBRIGATÓRIAS estão sendo depositados, caso contrário estará errado), e se for negativo também é responsabilidade sua, pois alguma coisa não está correta.

Neste caso será uma questão de analisar, a fundo, o que gerou este resultado.

Se são vendas baixas, alto custo operacional, altas retiradas particulares, desperdícios financeiros, muitos colaboradores para pouca produção, muito retrabalho ou refação, não tem controles nos setores, altos gastos com veículos / terceiros, muitos empréstimos bancários, parcelamento de impostos, precificação incorreta (um dos principais fatores), e vários outros problemas.

Mas, para a sua sorte, tudo isso tem solução à curto / médio prazo.

Todos estes pormenores, aqui relatados, são perfeitamente possíveis de se corrigir, deste que o empresário queira e aceite mudanças (para melhor) com o intuito de organizar toda a empresa.

Faça um Diagnóstico Empresarial sem compromisso, da sua empresa, para vermos juntos como ela está hoje e o que precisa para a deixarmos de 90 a 100% de organização e estrutura.

Com isso todos os problemas da empresa serão resolvidos, junto com você e com a equipe de seus colaboradores que vão trabalhar, em conjunto comigo, na Consultoria.

Lembrando que toda a consultoria tem como base o Sistema de Gestão da Qualidade ISO 9001, incluindo todo o material necessário que foi criado por mim desde 1990, quando iniciei nesta área, embora tenha uma experiência acumulada de 54 anos em gestão empresarial.

Espero ter ajudado a entender o significado destas quatro palavras, ditas com frequência na empresa e em várias ocasiões.

Fico a disposição

Wilson Giglio

CONSULTOR EM GESTÃO EMPRESARIAL

ORGANIZADOR DE EMPRESAS E EQUIPES

CONSULTOR DE PROCESSOS ISO 9001

SKYPE: wilson.giglio1

WHAT: (11) 9.1218.1790